56 Kindles quebrados

Existe arte em tecnologia quebrada.

, por Vinícius Ribeiro

56 Kindles quebrados

Existe arte em tecnologia quebrada.

, por Vinícius Ribeiro

Hoje em dia, temos em casa cada vez mais eletrônicos que participam diretamente de nossas vidas. São tablets, celulares, notebooks, tvs, câmeras… Aqui em casa, por exemplo, até barbeador elétrico se acumula: são 4 espalhados por diferentes lugares. A sociedade do consumo facilita a vida de muita gente, mas ao mesmo tempo trás junto consigo diversos outros problemas e pormenores que nós preferimos ignorar ou empurrar pra debaixo do tapete.

Um desses problemas é o acúmulo de coisas quebradas ou que não usamos mais e vamos deixando no fundo do armário. A cada ano, várias empresas apresentam novos projetos que visam diminuir esse impacto sobre o meio ambiente. Mas esses esforços ainda não são suficientes para absorver toda a demanda de objetos obsoletos que geramos todos os dias. O que fazer com todo esse material, então?

Tem gente que está transformando tudo isso em arte. É o caso do projeto 56 Broken Kindle Screens, dos artistas Sebastian Schmieg e Silvio Lorusso. Eles observaram que as telas do tipo e-ink, utilizadas em leitores de livros virtuais como o Kindle da Amazon, formavam belos padrões com uma estética peculiar sempre que apresentavam problemas. Pesquisaram os defeitos mais interessantes que poderiam encontrar (sem quebrar nenhum Kindle de propósito para isso, apenas procurando aparelhos que já apresentavam problemas) e juntaram tudo em um livro super criativo e diferente. O resultado final é bem interessante.



E fica ainda mais interessante quando visto em formato digital dentro do próprio Kindle, como exibido no belo vídeo a seguir.

[iframe src=”http://player.vimeo.com/video/48643156″ width]

O livro está a venda sob demanda, por US$ 4,90 na versão física. A versão para Kindles chega em breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *